Bitta

Passou e fica Bitta presente!

Um dos fundadores de KOINONIA, José Bittencourt Filho, o Bitta, se junta a nossas amizades ancestrais ecumênicas.


De corações apertados lado a lado com a amiga e parceira Eneá Stutz e Almeida, gritamos Bitta está entre nós!


Está e segue tanto quanto ele foi um ser de densidades.


Da luta contra o vazio que a ditadura produziu nas nossas mentes, formou juventudes protestantes.

Da paixão pela reforma protestante forjou sua identidade, e ajudou a construir um ecumenismo crítico, sem as superficialidades de sentido que a palavra evangélico hoje traz.

Da auto-crítica permanente sempre se fez humor, ria de si, fazia rir do mundo, ainda que sonhá-lo não lhe fosse fácil.
Das suas vivências de espiritualidades e da ciência não se conformava em não pensar o Brasil como um todo, de todas as pessoas, de todas as expressões, lutando por enxergar nas entrelinhas uma matriz religiosa brasileira.

De tantos amores, qual seu existencialismo radical, as suas melhores entregas lhe consumiam no presente.
Da luta que nunca fez competição, a ponto de chegar a faixa preta de jiu-jitsu sem competir por uma faixa, apenas pela técnica. A luta pela democracia, esta sim o fez sonhar e chorar… sempre denso, radical.

Pastor da diaconia, do Serviço de saudosa presença de tantas e tantos, se refez na vida Anglicana do Brasil, onde celebrar comunitariamente sempre lhe trouxe a emoção ao compartilhar o vinho e o pão.

Ficamos com seu sorriso grave a cuidar do Brasil amado, às vezes unidas, às vezes perdidas como ríamos juntas todas pessoas que o amamos, nas suas humoradas palavras:
“Mais perdidas que Adão em dia das Mães”

Bitta Presente!

Tags: No tags

Comments are closed.