site1o debate - curas, cuiddos

As ciências, as curas e os cuidados – enfrentando os fundamentalismos

 

Vivemos no país hoje o ponto mais alto de contágios e mortes causadas pelo coronavírus. Se por um lado temos finalmente a perspectiva da vacinação que poderá levar o país à imunização, o caminho que nos trouxe até aqui não foi linear.

Veja ainda: Fundamentalismos, crise na democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul é tema de pesquisa publicada por Koinonia


O negacionismo e a desinformação, que trazem por detrás interesses políticos específicos, semearam dúvidas e falsos tratamentos entre a população. Desde a compra e produção da hidroxicloroquina por parte do Governo Federal, o “kit covid”, a “gripezinha” e os feijões mágicos, esse discurso teve especial permeabilidade entre alguns grupos religiosos.


O fundamentalismo que se expressa de diversas formas, também tem a sua contribuição no fortalecimento de visões negacionistas que hoje causam mortes em nosso país.

Como grupo de jovens ecumênicos, inter-religiosos e interfé, nos reunimos neste espaço de trabalho para identificar, refletir e pensar em forças de ação frente ao fenômeno multiforme do fundamentalismo. Te convidamos para nos ajudar nessa reflexão.

No dia 31 de março, às 19h, estaremos reunidos via Zoom com Alana Moraes: Doutora em antropologia pelo Museu Nacional (UFRJ), pesquisadora do PimentaLab (Unifesp); Yury Orozco: teóloga feminista sob a Mediação: Angelica Tostes: teóloga feminista, interfé e pesquisadora do Instituto Tricontinental,  neste projeto coordenado por Daniel Souza e KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço.

Apresentamos algumas de nossas perguntas norteadoras:
a. Na pandemia, quais os sentidos e a quem/como serve o negacionismo científico e a desinformação?
b. Há possibilidades de conexões e vínculos entre os saberes técnico-científicos e a gramática “simbólico-religiosa”?
c. Quais os métodos científicos e quais os modos de fazer ciência?
d. Como aprender de outras ciências, outras visões de mundo e outras práticas de cura/cuidado que estejam para além das lógicas modernas?
e. Nas relações entre cura e cuidado, o fundamentalismo e o negacionismo se mostram como um espaço de segurança e circulação de afetos?
f. Quais as vinculações entre movimentos baseados na fé e as mobilizações (na pandemia e antes dela) para a garantia de uma saúde pública, universal, gratuita e de qualidade?
g. Nas relações com a ciência moderna (saber técnico-científico), quais os jogos, os usos e as instrumentalizações dos fundamentalismos?

 

Venha participar conosco dessas duas horas de reflexão e trabalho.

Serviço:

As ciências, as curas e os cuidados – enfrentando os fundamentalismos
Encontro para debate e formação

📌 Dia 30 de março às 19 horas (Brasília)
📲 Inscrições em: bit.ly/CienciasCuidados

Comments are closed.